Giovanni Bassi

Arquiteto e desenvolvedor, agilista, pai, filho, namorado, escalador, ciclista, quebrador de status quo.
Programa porque gosta. Sempre diz que nunca mais vai virar gerente de ninguém, e sabe que pessoas autogerenciadas funcionam melhor e que heterarquia é melhor que hierarquia.
Foi reconhecido Microsoft MVP depois que alguém notou que ele não dormia a noite pra ficar escrevendo artigos, cuidando e participando do .Net Architects, gravando o podcast Tecnoretórica, escrevendo posts no blog e falando o que bem entende no twitter @giovannibassi. E por falar nisso é no twitter que conta pra todos que gerencia de projetos deve ser feita pelo time e não por um gerente, que greves em TI são coisas sem sentido e que stored procedure com regras de negócio são malígnas.
Giovanni é agilista, e de tanto gostar disso ele trouxe os programas de certificação e treinamento PSD, PSM e PSF da Scrum.org para o Brasil.
Junto com alguns amigos criou a Lambda3, que apesar de ser pequena e de não ser muito comum no Brasil, insiste em fazer projetos e consultoria direito. Por causa da Lambda3 ele tem trabalhado mais do que quando era consultor independente, mas menos do que a maioria das pessoas. Isso se você considerar que os trabalhos junto à comunidade não são trabalho, caso contrário ele trabalha mais que a maioria das pessoas.