Entrevista com Tiago Silva sobre Agile UX

tiago-silva
 

 

Tiago Silva (@tiagosdasilva), professor e pesquisador do ICT/UNIFESP (Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de São Paulo) em integração de métodos Ágeis com Design de Interação, é curador da Trend Talk sobre Agile UX e conta sobre esta sessão do Agile Trends 2015.

 

Agile Trends: Tiago, você poderia falar um pouco do que podemos esperar da Trend Talk sobre Agile UX?

Tiago Silva: Teremos duas palestras de altíssimo nível. Uma, de uma empresa hoje referência em Métodos Ágeis e uma das pioneiras em Agile UX no Brasil, fará uma introdução da relação entre a psicologia cognitiva e o desenvolvimento de software, desvendando o que há por trás de interfaces e interações que funcionam para que assim possamos tomar melhores decisões de entrega, capturando a atenção do usuário, sendo corretamente entendidos por eles, e ficando na memória como uma experiência que vale à pena ver outra vez.
A outra talk, de uma empresa referência no mercado global de TI, apresentará um caso real de Global Agile UX, apresentando os desafios de criar uma cultura de UX em um projeto de escala global com times distribuídos nos Estados Unidos, China e Brasil. Será uma talk repleta de exemplos práticos e dicas.

AT: Qual é a sua expectativa para a rodada de discussões dos Talkers com os participantes do Agile Trends?

TS: Altíssima!
Sabemos que esta integração entre User eXperience Design (UXD) e Agile é de extrema importância e interesse de todos os envolvidos no processo de desenvolvimento de software. E quando falo em processo de desenvolvimento, falo desde um possível pareamento entre o Analista de Negócios e o UX Designer até testes de Usabilidade com usuários finais.

AT: Por que é importante saber mais sobre Agile UX?

TS: Agile UX já é mais que tendência, é realidade e necessidade.
A área de interação humano-computador, segundo Clarisse de Souza, permite a informática cumprir o seu objetivo. “A informática produz tecnologia, mas se não tiver quem use, ela não atinge o seu objetivo. A área de IHC – dentro do território da Computação – é a área que tem a missão de entregar o produto da computação para a sociedade.”
Assim, além de ainda haver diversas dúvidas sobre o que é, de fato, User eXperience, existem muitas perguntas sobre como tratar este Design da eXperiência do Usuário dentro de ambientes Ágeis.

AT: A qual tipo de profissionais o tema Agile UX deve interessar?

TS: Todo e qualquer profissional envolvimento com o desenvolvimento de software e produtos inovadores.
Existe ainda uma necessidade de mudança de mindset. As pessoas precisam, em primeiro lugar, aceitar a necessidade e entender a importância de uma boa UX nos produtos e serviços de software. A partir desta mudança de mindset, vêm então os métodos e técnicas para facilitar estas integração Agile + UX Design.

AT: Quais empresas já estão usando/praticando Agile UX?

TS: A lista é enorme, mas para citar algumas: ThoughtWorks, HP, IBM, Smart Technologies, Microsoft, Samsung, C.E.S.A.R., The Ladders, Neo Innovation etc..

AT: Tiago, obrigado pela entrevista e até o Agile Trends 2015!